Os conteúdos expostos nesta página não têm fins lucrativos. Tem como único objetivo defender a inocência de Michael Jackson.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

ACORDO DE CONFIDENCIALIDADE REVELADO COMPROVA INOCÊNCIA DE MICHAEL

Abaixo está  o que foi chamado ACORDO DE CONFIDENCIALIDADE, assinado em 25 de janeiro de 1994, referente ao caso número SC 026226.

PRINCIPAIS E INCONTESTÁVEIS PONTOS DO ACORDO QUE PROVAM INOCÊNCIA DE MICHAEL JACKSON

 "O Acordo Confidencial NÃO DEVE SER INTERPRETADO COMO UMA ADMISSÃO POR JACKSON DE QUE ELE TEVE ATOS INDEVIDOS COM RESPEITO AO MENOR, EVAN CHANDLER OU JUNE CHANDLER OU QUAISQUER OUTRA PESSOA, OU QUE O MENOR, EVAN CHANDLER OU JUNE CHANDLER NÃO TEM QUAISQUER DIREITOS CONTRA JACKSON.

JACKSON ESPECIFICAMENTE DECLINA DE QULQUER RESPONSABILIDADE, E NEGA QUAISQUER ATOS DELITUOSOS CONTRA O MENOR, EVAN CHANDLER OU JUNE CHANDLER OU QUAISQUER OUTRAS PESSOAS. AS PARTES RECONHECEM que Jackson é uma figura pública e que o seu nome, imagem e semelhança têm valor comercial e são um elemento importante da sua capacidade de ganho. AS PARTES RECONHECEM que Jackson alega que escolheu resolver chegar a acordo na Ação, tendo em conta o impacto que a acção teve e poderá ter no futuro nos seus ganhos e potenciais rendimentos."

"TODAS AS PARTES RECONHECEM que "… o pagamento estipulado (…) são relativos ao acordo para compensação a Jordan, Evan e June Chandler dos danos decorrentes de negligência e NÃO SE REFEREM A ATOS INTENCIONAIS E DELITUOSOS DE MOLESTAÇÃO SEXUAL. "


"AS PARTES RECONHECEM que o pagamento de Acordo estabelecido neste parágrafo 3 são em liquidação dos créditos para Jordan por alegados danos compensatórios por alegados danos pessoais decorrentes de reclamações de negligência E NÃO POR REINVINDICAÇÕES DE ATOS INTENCIONAIS OU  ABUSIVOS ATOS DE DE MOLESTAÇÃO SEXUAL."


O valor acordado foi de 15.331,250 milhões de dólares.

ÍNTEGRA DO ACORDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário