Os conteúdos expostos nesta página não têm fins lucrativos. Tem como único objetivo defender a inocência de Michael Jackson.

sábado, 15 de maio de 2010

O COMUNICADO OFICIAL DE MICHAEL SOBRE A SUA SAÚDE EM 1993 DURANTE O CASO CHANDLER

Além de Liz Taylor ter vindo a público explicar o que verdadeiramente havia ocorrido com seu amigo, Michael também emitiu um comunicado oficial explicando sobre o seu problema.
Michael explicou que estava cancelando o restante da turnê por causa do vício em analgésicos. Explicou que havia começado a usar aquele tipo de remédio sete meses antes por ter se submetido a uma cirurgia reconstrutiva devido à queimadura no couro cabeludo que sofrera durante a filmagem de um comercial para a Pepsi em 1984
Segundo ele, os medicamentos que começou a tomar devido a essa cirurgia, foram usados com moderação no início, mas aumentaram à medida que as acusações de ter molestado o menor, o consumiam.
Michael disse:

"Durante esta turnê, fui alvo de uma tentativa de extorsão e logo após, fui acusado de conduta hedionda e ultrajante. Me senti humilhado, envergonhado, magoado e com uma grande dor no coração.
A pressão resultante dessas falsas incriminações, aliada à incrível energia necessária às minhas apresentações, me causou tanta agonia, que fiquei física e emocionalmente exausto. Tornei-me dependente de analgésicos para poder enfrentar a turnê."

Sobre o apoio de Elizabeth Taylor, ele comentou:

"Ela foi uma fonte de forças e conselhos quando a crise se instalou. Nunca me esquecerei de seu incondicional amor e apoio durante esse período."

Nenhum comentário:

Postar um comentário